quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Resenha - Os Adoráveis



Os Adoráveis - Eles não tem medo de ser quem são...
Autor: Sarra Manning
Tradução: Ronaldo Luis da Silva
384 Páginas
Editora Novo Conceito

Sinopse: Jeane é blogueira. Seu blog, o Adorkable, é um blog de estilo de vida — na verdade, o estilo de vida dela — e já ganhou até prêmios na categoria “Melhor Blog sobre Estilo de Vida” pelo e Guardian e um Bloggie Award. Adora balas Haribo, moda (a que ela cria, comprando em brechós) e colorir (ou descolorir totalmente) os cabelos. Cheia de personalidade e meio volúvel, ainda assim Jeane é bacana — mesmo nos momentos em que se transforma numa insuportável. Mas, certamente, ela não olharia duas vezes para Michael. Porque Michael é o oposto de Jeane. Ele é o tipo de cara que namoraria a garota mais bonita da escola. E compra suas roupas na Hollister, na Jack Wills e na Abercrombie. Além disso, diferente de Jeane, que é autossuficiente, Michael é completamente dependente do pai, o Clínico Geral que condena açúcar, e ainda permite que sua mãe compre suas roupas! (Embora, para Jeane, o pior mesmo sobre Michael é que ele baixa música da internet e nunca paga por isso). Jeane e Michael têm pouco em comum, além de algumas aulas e uma maçante dupla de “ex” — Scarlett e Barney. Mas, apesar disso, eles não conseguem se desgrudar desde que ficaram pela primeira vez.
Book Trailer:

No momento em que vi a capa de Os Adoráveis  eu já sabia que estava fadada a totalmente adorar esse livro. Mas dai li  a sinopse e conclui que eu amaria, então quando terminei de ler descobri que me conheço extremamente bem. 
Jeane é cabeça dura, totalmente maluca, e esquisita e muito parecida com essa pessoa que vos escreve. Ela é uma garota diferente, ela tem um estilo alternativo e uma grande capacidade julgadora. Jeane é uma freak, uma hipster. Ela tem um blog que é mundialmente conhecido, tem milhares de acesso em suas redes sociais e é adorada por todos os Dorks(modo como se referem aos seguidores do blog Adorkable). Mas ela não é uma pessoa muito querida na escola. Para falar a verdade ela é bastante desagradável, pois julga a todos o tempo todo, para ela, nenhuma das pessoas da escola é profunda o bastante. 
E então tem Michael Lee, um cara todo certinho, com a familia perfeita, menino de ouro. Ele tem notas maravilhosas e tem todo o futuro planejado, como se todas essas coisas não bastassem, ele ainda por cima é super atraente, e sabe muito bem disso.
Nesse momento você deve estar pensando como que duas pessoas tão diferentes vão se encontrar nessa história, e a maneira como isso acontece é o que torna o livro tão bom.
Sarra não tem medo de lidar com sexualidade e é cheia dos trocadilhos, tudo claramente banhado pelo humor inglês super sarcástico. O livro é alternado entre o ponto de vista de Jeane e de Michael, o que torna mais evidente ainda as diferenças entre os dois. Aos poucos eles vão se descobrindo e encontrando suas identidades, e somos carregados junto com eles a reviver situações bastante comuns do dia-dia de adolescentes, como ter um professor chato, ou sobreviver a um troca troca de casais entre o pessoal da turma. 
Tenho que ressaltar que a moda e a música são a todo momento mencionados nesse livro, e eu totalmente amei isso e até me apaixononei pelo estilo nada trivial da personagem principal.
Essa história me atingiu em cheio, já que bem, eu sou uma Dork, ou eu fui, quando era mais nova. Nunca tive muitos amigos e sempre fui meio esquisita, mudei de escola 5 vezes do ensino fundamental ao médio, pensava que ninguém me entendia, como todo adolescente, até que encontrei pessoas que me aceitaram e gostavam de mim só pelo que eu era. Ainda hoje não sou a pessoa mais comum e minha vida não é um mar de rosas, mas passei a aceitar que ninguém é perfeito e que nem todo mundo é igual, talvez se tivesse lido esse livro com uns 14 anos de idade teria visto isso mais cedo e evitado muitos momentos desagradáveis
E é exatamente disso que o livro trata, sobre como ser diferente é uma coisa totalmente normal, e que não importa qual o seu estilo, o tipo de roupa que você veste, ou a cor do seu cabelo, em algum lugar existirão muitas pessoas como você, e mesmo se não chegar a conhecer esses "iguais" é possível conviver em harmonia com pessoas que não são assim tão parecidas contigo. 
Em um momento Jeane cita essa música no livro e não vejo melhor maneira de encerrar essa resenha do que com um trecho da mesma:
Eu sou bonita do meu jeito pois Deus não comete erros. Estou no caminho certo, baby eu nasci desse jeito. Born This Way - Lady Gaga

Dito isso encerro aqui a resenha desse livro totalmente adorkable e espero, realmente, que vocês o leiam e tirem suas próprias conclusões. (Por que eu me segurei bastante para não contar toda a história aqui! hihi)

Comente com o Facebook:

14 comentários:

  1. Vi esse livro a venda recentemente e logo de cara fiquei com vontade de tê-lo na minha estante!! , gostei muito do enredo, sobre o estilo de vida, o mundo dos blogs e tudo mais ! Adorei a resenha

    beijos e obrigada pela visita.
    www.blogavontade.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro realmente inspirador!
      Obrigada Grazi, volte sempre!

      Excluir
  2. Ai, esse livro! Estou namorando-o desde o lançamento hauahua quando tiver dinheiro vou comprar, porque acho que é minha cara... veremos se também me conheço extremamente bem hhaha xD Essa resenha está ótima!
    Beijos, Anna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, eu fui a primeira pessoa a comprar na Cultura de Porto Alegre, sério! AHAHAH Desde que a Novo Conceito postou no Face eu enlouqueci! rs
      Obrigada Anna!

      Excluir
  3. Oi Camila, primeiramente gostaria de te parabenizar pelo blog! Achei seu layout lindo e o livrologias (adorei o nome!) é muito bem organizado!! Gostei muito da resenha, esse livro está na estante só esperando! Mas devo dizer que ele não vai esperar muito, fiquei bem curiosa para conhecer essa estória depois de ler seus comentários!!

    Te espero lá no Prólogo da Leitura, até mais!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada mesmo Mari, fico muito feliz!
      Certamente nos veremos lá! rs

      Excluir
  4. Estou com vontade de ler esse livro, mas ainda não é uma prioridade. Gostei da sua resenha.

    Abraços

    Alef - blog Floreios e Borrões - http://adpiagge.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá Camila
    Muito boa a resenha. Se já estava curiosa em relação a esse livro agora que
    fiquei mais ansiosa.
    Parabéns pela resenha
    Beijos!

    Jéssica - Leitora Sempre
    http://www.leitorasempre.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então leia logo, é um livro maravilhoso! rs
      Obrigada!

      Excluir
  6. Hey o/ nova seguidora, bem esse livro não chamou muito a minha atenção, e ao mesmo tempo chamou (vai entender né?), li algumas resenhas bem positivas, e a maioria das pessoas disseram não se identificar com os personagens o/ muito sem nexo sabe? mais até agora essas são as poucas criticas, quero ler e tirar minhas próprias conclusões.
    acervo-de-livros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas gente, eu super me identifiquei com os personagens, acredito que é um dos melhores do ano para mim. rs
      LEEEEEEEEEEEEEEEIA!

      Excluir
  7. Eu não podia ter me identificado mais com esse livro *-*'
    Sou totalmente dork! o/
    Aprendemos que ser esquisito não é errado e que somos todos diferentes =)
    Essa é a melhor coisa que um livro pode ensinar! Eu gostei demais dele!!!

    Beijos .* Seguindo seu blog! Que é aliás, uma fofura!! <3
    Aqui e no FB!

    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir

 
Livrologias, por Camila Teixeira © 2015
Design e desenvolvimento por Chave Criativa