quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Resenha - Brilho



Brilho - Em Busca de Um Novo Mundo - Livro 01
Autor: Amy Kathleen Ryan
Tradução:  Ana Death Duarte

Série: Sky Chasers

354

Geração 

Sinopse: Mais fascinante trilogia desde Jogos Vorazes. A Terra não existe mais, e em duas naves que procuram um novo mundo no espaço, uma menina de 15 anos precisa casar e engravidar para garantir a sobrevivência da humanidade. Enquanto isso, uma sucessão de acontecimentos eletrizantes torna a jornada pelo espaço algo absolutamente imprevisto. Temas como religião, a escolha da mulher e a ideia de poder e dominação vão aparecendo muito suavemente articulados ao longo da trama, amarrando o leitor com surpresas e reviravoltas estonteantes. São temas universais, postos num livro por uma escritora surpreendente e que promete arrasar a cena literária a partir desta sua fantástica criação. 

"Mais fascinante trilogia desde Jogos Vorazes." Essa mesma frase se repete na sinopse e na capa de Brilho, com leves variações, claro, mas com o mesmo objetivo: Equiparar a série de Amy Ryan a já renomada série Jogos Vorazes. A afirmação da capa logo causou furor em um grupo de livros de que participo. E admito também me deixou intrigada. Por que comprei Brilho? A capa, ela brilha, e bem tenho um leve apreço por coisas bonitas... Agora aposto que vocês querem saber, tudo que brilha é ouro, a frase na capa condiz com a realidade? Bem vamos lá:


Brilho possui uma ideia que já vem sendo bastante explorada nos últimos tempos, a Terra entre em crise, os humanos embarcam em naves espaciais e vão desbravar o universo estelar(?). Maioria da trama se passa dentro de uma nebulosa, e é interessante imaginar isso. A nave, o espaço, tudo é descrito maravilhosamente. O que não me convenceu foram os personagens principais... Waverly é descrita como uma menina bonita, interessante, namora o cara mais gato da nave, mas não quer saber de compromisso, mesmo que o futuro da humanidade dependa da sua reprodução... Kieran é o garoto gato que namora Waverly, ele é o preferido do capitão da nave, supostamente o sucessor do mesmo, mas é super inseguro e deixa que na primeira oportunidade façam gato e sapato dele. E obviamente não poderíamos esquecer Seth, o menino que primeiramente nos é descrito de uma maneira e depois contradiz tudo aquilo que foi explicado no começo. Já deu para entender o que vai acontecer aqui né? Viu? E você nem precisou ler o livro! Sorte a sua.


O Plot principal do livro gira em volta da ocupação da nave Empyrean (nave essa em que se encontra nosso "queridíssimo" trio) pelos habitantes da nave New Horizon (nave que possuía o mesmo objetivo que a Empyrean, ocupar um novo planeta) que em algum momento da corrida espacial foram negligenciados pelos seus parceiros de viagem. Depois disso as coisas ficam estranhas. A história tenta focar em tudo e em nada ao mesmo tempo. Sabe como acontece nas novelas? Quando se tem vários núcleos e vai cortando de uma cena para outra aleatoriamente, bem foi assim que me senti lendo Brilho. Ele é escrito pelos pontos de vista de Waverly e Kieran, que em determinado momento do livro se veem separados, cada um em uma nave diferente e tendo que tomar atitudes. E eles sempre escolhem tomar as atitudes erradas, diga-se de passagem.

A história traz a tona temas bastante interessantes, como religião, feminismo, fé, a própria ideia da viagem espacial. É tudo muito interessante, mas faltou um pouquinho de foco. Os personagens principais são muito oscilantes, no primeiro livro da saga ainda não é possível descrever suas personalidades, apontar suas qualidades. Só consegui lembrar de seus defeitos... Não sei se insistirei no segundo livro já que o primeiro me deixou com esse "gosto" amargo. Mas se continuar, espero realmente que autora saiba dar um rumo e um por que para a história que ainda no primeiro livro ficou um pouco confusa.
Vale dizer que essas opiniões são minhas e que os encorajo a ler o livro para que criem as suas próprias conclusões!

Comente com o Facebook:

8 comentários:

  1. A capa chama mesmo a atenção, se eu vejo um livro desses na minha frente eu compro pela capa sem mesmo ler HUAHAUHAUHAUA
    Achei interessante a história, deve valer a pena a leitura.
    Beijos ;*

    http://girlbeinggeek.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro livros que brilham me julgue! AHAHHAHA

      Excluir
  2. Adorei a sinceridade Camila! :)
    A capa é mesmo linda.

    ResponderExcluir
  3. Desde que vi a sinopse desse livro fiquei com vontade de ler, parece ter uma historia bem interessante.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tente, quem sabe para você faça mais sentido! rs

      Excluir
  4. Olá!!
    Achei seu blog muito legal!! :D
    Já tinha ouvido falar de Brilho e não tinha ficado com vontade de ler, e a capa é realmente linda. Achei a comparação com Jogos Vorazes apelativa demais.. nunca gosto dessas comparações, porque o que vai contar [são as opiniões de cada leitor.. e o mundo não pensa em unanimidade. E o sucesso de uma série é o sucesso dela, desnecessário comparar..
    Mas ok.. kkkk..
    Gostei bastante das imagens que você coloca nos posts.
    Beijos!

    http://vivianpitanca.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu até não dei muita bola para essa comparação por que isso é coisa do pessoal de marketing (com gosto duvidoso obvio). Mas o livro não se superou na minha opinião; :/

      Obrigada Vivian!

      Excluir

 
Livrologias, por Camila Teixeira © 2015
Design e desenvolvimento por Chave Criativa