terça-feira, 3 de junho de 2014

Resenha - Da Boca pra Dentro




Da boca pra dentro
Autor: Yohana Sanfer
Tradução: --
Numero de Páginas: 159
Editora: Vermelho Marinho
Mas quantas e quais são as coisas que dizemos depois de consultar o coração. Um punhado de essência, um milhão de desejos, um infinito de verdades? Pra onde vai e de onde vem tudo aquilo que nos importa, esse tudo que é grande e traduzido pelas palavras que não cabendo no peito, transbordam corpo, alma e nossas certezas? Minha suspeita: da boca pra dentro. São da boca pra dentro todos os beijos que respondem a uma anúncio de dúvida, toda saudade confessada durando o abraço, o elogio inevitável, o desabafo acolhido por um olhar, a palavra engasgada e denunciada pelas lágrimas, o grito que transgride a calmaria. Moram da boca pra dentro nossos silêncios falhos, nossas falar eternizadas na lembrança de alguém, o sentimento entregue num agradecimento, numa saudação sincera, numa notícia boca, numa declaração de amor.

Quando a Natasha aceitou a parceria com o blog, eu fiquei super feliz, pois sempre gostei de crônicas. De lê-las, e escrevê-las. Gosto do como como elas podem nos ensinar e nos fazer pensar o que, muitas vezes, 200 páginas de um livro qualquer não são capazes de fazer.

Esse é aquele livro que você tem que deixar na cabeceira de cama pra sempre, porque você nunca vai enjoar, e cada vez que ler vai aprender, e sentir um pouco mais. A Natasha tem um modo de escrever cativante, que te envolve e te faz nunca mais querer largar o livro! 

"Porque é preciso amar. Amar sem medidas, sem arestas, sem porquê. Não esse amor vazio de sentido e de verdade. Amar de mostruário, pronto e fora de alcance. Mas um amar inevitável, extenso, sublime. Livre dos medos e preso na riqueza das pequenas coisas." (Ganuíno - Página 13)


As crônicas propostas no livro falam de temas como amor, família, lembranças, angústias, e todas vão te tocar, de alguma forma. Seja por um trecho, por uma frase, ou algo que te faça lembrar de algum acontecimento passado. 
O livro é bem escrito, e é perceptível o sentimento da autora nele. Sem erros de escrita, e revisão, facilitando assim a leitura dos leitores paranoicos com erros, como eu. Cada vez que eu li uma crônica, tinha que parar pra pensar e meditar sobre ela. Abstrair tudo o que tinha sido lido e sentir o que a autora queria que eu sentisse.

"Atrevida e desobediente. A criança que eu fui tinha a resposta na ponta da língua e dava trabalho na hora dos porquês." (A criança que eu fui - Página 16)
 Na minha humilde opinião, quem chegar pra mim e disser que o livro é ruim, tem um sério problema em interpretar sentimentos, e cá entre nós, de ler coisas boas. Mas claro, se você não for das pessoas que gostam de crônicas, e textos curtos, pode achar cansativo e cheio de blábláblá. 
No meu caso, quanto mais eu lia, mais eu queria ler. Queria continuar com a sensação boa que a Natasha passa nas crônicas, me fazendo imaginar e relembrar as coisas. Me deixando com aquele sorriso gostoso de quero mais.
"Mas o amor, o amor mais bonito, é também tão maior que o imperfeito se refaz." (O mais bonito - Página 19)
Antes de terminar, quero dizer que o livro está recomendado para aqueles que querem ter sensações e prazeres indescritíveis com a leitura de crônicas e prosas. E finalizo dando uma dica, da própria autora:


"[..] se lambuze, se permita, só não deixe esfriar."

Contatos da autora:
Instagram: @yosanfer e @dabocapradentro 
Twitter: @yohanasanfer e @livroyosanfer 
Vendas do livro por e-mail direto com a autora: yosanfer@yahoo.com.br
Também nas Livrarias da Travessa, na Livraria Cultura e na SBS - Rio das Ostras.

Essa foi a resenha de hoje.
Um beijo da Pri.

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Parece ser muito legal este livro!

    Beijo
    Milena Nones
    albumdeleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sua resenha! Que citações lindas, não conhecia o livro, mas adorei! Super fofo o seu blog :)
    Beijos
    http://www.gemeasescritoras.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom!
      O livro é otimo.
      Obrigada *-*
      Um beijo.

      Excluir
  3. Amo crônicas, embora não consiga ler um livro de crônicas de uma só vez, sempre alterno com a leitura de algum outro livro. Essa capa é super fofa e pelos trechos que você postou as crônicas são lindas.
    Gostei da resenha. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo Mayse!
      Esse livro tem que ser lido aos poucos mesmo, pra apreciar cada detalhe!
      Um beijo.

      Excluir
  4. Esse, com toda certeza, é um livro que quero ter pra guardar a vida toda. Sou apaixonada por crônicas, e nesse amor inclui Martha Medeiros, Bruna Vieira e provavelmente agora Yohana Sanfer. Parabéns pela resenha e também pelo blog, vou estar acompanhando.

    Beijos!
    http://infindoliterato.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Fica anotada a sua dica de livro de cabeceira ;D

    Beijooos!!!!


    http://vivasincera.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oie,
    Não tenho o hábito de ler crônicas mas esse livro parece ser muito bom. Pelas citações dá pra ver que a escrita da autora é repleta de sentimentos.

    Beijokas,
    http://minhacontracapa.com.br/

    ResponderExcluir

 
Livrologias, por Camila Teixeira © 2015
Design e desenvolvimento por Chave Criativa