quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Resenha - P.S.: Ainda Amo Você

P.S.: Ainda Amo Você
P.S.: Ainda Amo Você
Jenny Han
Número de páginas: 304
Editora:  Editora Intrínseca
Classificação: 
Sinopse: Lara Jean sempre teve uma vida amorosa muito movimentada, pelo menos na cabeça dela. Para cada garoto por quem se apaixonou e desapaixonou platonicamente, ela escreveu uma bela carta de despedida. Cartas muito dela, muito pessoais, que de repente e sem explicação foram parar nas mãos dos destinatários.
Em "Para todos os garotos que já amei", Lara Jean não fazia ideia de como sair dessa enrascada, muito menos sabia que o namoro de mentirinha com Peter Kavinsky, inventado apenas para fugir do total constrangimento, se transformaria em algo mais. Agora, em "P.S.: Ainda amo você", Lara Jean tem que aprender como é estar em um relacionamento que, pela primeira vez, não é de faz de conta. E quando ela parece estar conseguindo, um garoto do passado cai de paraquedas bem no meio de tudo, e os sentimentos de Lara por ele também retornam.
Uma história delicada e comovente que vai mostrar que se apaixonar é a parte fácil: emocionante mesmo é o que vem depois.

Começo essa resenha com um pequeno aviso: Esse livro trata-se da continuação de "Para todos os garotos que já amei" titulo que já foi resenhado aqui no blog, e você pode ver clicando aqui. Então é possível que haja spoilers a respeito da trama do primeiro livro, indico essa resenha para quem já fez a leitura do primeiro exemplar!


Se você está lendo essa resenha acredito que você já tenha feito a leitura de "Para todos os garotos que já amei" e então já conheça o plot que dá partida para esse livro! Após todo o drama em Para Todos os Garotos que Já Amei Lara Jean se torna uma personagem (um pouquinho) mais centrada. Ela precisa lidar com muitas coisas e a autora soube colocar tudinho de uma maneira muito correta. 
Os personagens nesse livro passam por fases e dilemas da adolescência muito naturais para idade. Durante a narrativa podemos acompanhar discussões, conversas a respeito de sexualidade, enfrentamento e duvida quanto aos próprios sentimentos. Lara Jean se vê com dois corações e achei isso muito legal, pois com 16 anos nós não gostamos de apenas um garoto, nós não temos controle dos nossos sentimentos, as coisas são muito rápidas e parece que em todo livro que eu leio os casais descobrem que querem ficar juntos para sempre com essa idade, tipo, OIII? Com essa idade a gente não sabe nem o que usar para ir na escola no dia seguinte, não exijam que os adolescentes escolham uma pessoa para dividir a vida com essa faixa hetaria!
As pessoas entram e saem da nossa vida. Durante uma época, são seu mundo; são tudo. E um dia, não são mais. Não dá para saber por quanto tempo vamos tê-las por perto.
 -[...] Lara Jean, acho que você meio que se apaixona por todo mundo que conhece. Faz parte do seu encanto. Você está apaixonada pelo amor
Temos um caso muito sério de bullying virtual, o casal se vê vitima de um crime virtual. Um vídeo onde aparecem se beijando no ofurô passa a ser vinculado na escola, e pior, eles viram meme na internet! Jenny Han soube colocar isso no livro de maneira bastante certeira e faz com que Lara Jean, sua família e seus amigos enfrentem isso de uma boa forma, mostrando para todas as garotas que sofrem com esses casos de que há vida após o vazamento. A autora usa o gancho para falar um pouco sobre feminismo nesse livro e isso me deixou totalmente encantada. São introduzidos novos personagens que reforçam o empoderamento feminino e isso me deixou muito feliz, pois acredito que seja importante essa representatividade em livros infanto-juvenis.
- A sociedade está sempre pronta para envergonhar a mulher por gostar de sexo e aplaudir o homem. Todos os comentários são sobre Lara Jean ser piranha, mas ninguém está dizendo nada sobre Peter. E ele está bem ali com ela. É ridículo como são dois pesos e duas moedas.
Janny Han também coloca nesse livro a competição entre mulheres que somos condicionadas a passar durante essa fase (e durante toda a vida se a gente não abre os olhos quanto ao assunto), nesse livro vemos aquela coisa de odiar a ex, de pensar que essa pessoa está querendo usurpar algo, e aí vem o ciumes. Achei muito interessante a maneira como isso foi abordado. A ex do Peter não é uma pessoa assim, "legal", mas ao longo do livro vamos entendendo que as vezes as pessoas tem seus motivos para agir da maneira que agem.


Se dependesse de mim essa resenha teria mais umas 50 linhas, de tanto que posso falar das coisas boas que a autora introduziu no livro. Essa é uma história que eu indico fortemente para meninas de 14 a 18 anos que estão iniciando a vida amorosa, é muito bom ler um livro e se identificar com ele. No meu caso relembrei essa fase tão gostosa da vida, e espero que vocês que estão vivendo ela possam aprender e até mesmo deixar de cometer alguns errinhos bobos lendo esse livrinho. Meninas, vocês são lindas, e podem ter tudo que quiserem, não deixem ninguém colocar vocês para baixo? Nada é o fim do mundo quando a gente está no ensino médio, embora pareça não é não, ouviram?


A diagramação do livro é tão espetacular quanto a do antecessor, as letras possuem um tamanho agradável e o papel é bem gostoso quando a gente toca. A arte da capa é maravilhosa e tem super a cara do livro.
Vou parando por aqui pois estou rasgando muita seda por esse livro! AHAHAH Mais sério, super indico. Relações familiares saudáveis, amizades lindas, romances açucarados, é maravilhoso ler um livro em que as coisas acontecem dessa maneira pois nos dá um pouquinho de esperança de que as coisas vão se encaminhar para um bom lugar! 

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

 
Livrologias, por Camila Teixeira © 2015
Design e desenvolvimento por Chave Criativa